A publicação de João Carlos Tórtora fala sobre contaminações em cédulas
Será lançado nesta segunda-feira, dia 20, o segundo livro do microbiologista João Carlos Tórtora, Dinheiro $ujo, em evento às 19h na Biblioteca Municipal Gabriela Mistral. O assunto da publicação relaciona história, sociedade e hábitos culturais, através da análise do dinheiro de vários países. O texto é embasado em pesquisas científicas recentes, no entanto, a leitura é acessível ao leitor comum, que não faz parte desta área acadêmica, mas tem curiosidade sobre o tema.  Em seu livro, Tórtora fala sobre a história do dinheiro, seu surgimento e profusão entre os povos. O foco principal é explicar a relação entre os micróbios encontrados nas cédulas de determinados países, e o que eles revelam sobre o nível social do lugar proveniente.
“Enquanto em países subdesenvolvidos as notas são contaminadas com micróbios intestinais, devido à falta de higiene e recursos, nos países desenvolvidos é comum a contaminação por drogas como a cocaína, já que os mesmos são excessivamente liberais”, diz o autor.
Dinheiro $ujo traz um estudo da contaminação como marcador social, utilizando algo tão corriqueiro quanto notas monetárias para responder questões sobre desenvolvimento e qualidade de vida.
SOBRE O AUTOR
João Carlos Tórtora, nascido em Petrópolis, é doutor em microbiologia pela UFRJ. Possui artigos científicos publicados nos EUA, Japão, México e Venezuela, além de dezenas de textos publicados no Brasil. Dinheiro $ujo é o segundo livro não-científico do microbiologista e escritor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.