Manuela Castro encerra temporada 2010 de exposições no Espaço Cultural Peter Brian Medawar, em Itaipava
Um excelente programa cultural para a semana que compreende os festejos de Natal e Réveillon é uma visita à exposição da artista plástica Manuela Castro, inaugurada na última terça-feira, dia 21, no Espaço Cultural Peter Brian Medawar, no Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava. Na mostra, que terá prosseguimento até o dia 31 de dezembro, ela apresenta peças produzidas com a técnica de mosaico, trabalho ao qual se dedica há seis anos, sendo que em algumas obras o mosaico é inserido em peças decorativas feitas com bambú, trazendo uma característica única na região.
A exposição, denominada “Mosaico Geométrico”, traz cerca de 50 trabalhos de dimensões e formatos bem variados. Vão de tampos de mesas (cujo diâmetro varia de oitenta centímetros a um metro) a pequenos porta jóias, passando por espelhos, mandalas e pratos giratórios. Todas as peças serão comercializadas, exceto uma em especial: um painel feito especialmente para ornar o quarto da filha Maria Eduarda, mas que faz parte do acervo da exposição como modelo para futuras encomendas.
Formada em hotelaria e turismo, Manuela não teve muita dificuldade para entrar no meio artístico. A avó, a mosaicista Elisa Castro, foi quem lhe deu os primeiros ensinamentos. Em seguida, as técnicas foram sendo aprimoradas por conta própria. Mas a hereditariedade artística vem também da mãe, Sonia Castro, que desenvolve trabalhos com artesanato e pintura.
“Após as primeiras aulas que tive com minha avó, fui pesquisando, observando imagens, desenhos, e meu trabalho foi acontecendo”, destaca Manuela, que teve suas peças apresentadas e comercializadas em algumas exposições de Elisa Castro, que acabaram indo para vários estados do Brasil. Em Itaipava, ela já havia participado de um evento promovido há três anos, numa feira mix no Garage Salles. “Lá, apresentei um espelho todo decorado em mosaico com pastilhas azuis, uma peça que foi muito elogiada”, relembra-se, orgulhosa.
O trabalho em harmonia com o bambú surgiu quando ela passou a utilizar-se do mesmo espaço físico do seu sogro, o artesão Luiz Portella, do ateliê Bambuzal e Cia, em Itaipava. Juntos tiveram a ideia de promover essa união de estilos, em princípio tão diferenciados, mas que resultaram em um conjunto harmônico e criativo.
O mosaico é uma técnica que requer tempo, paciência e muita criatividade. A artista destaca que o tempo de confecção pode demorar de algumas poucas horas a até 30 dias. Como em todo trabalho artístico, o artista depende sempre de muita inspiração e um pouco de tranquilidade.
“Mas o mosaico possui algo diferenciado que me seduziu. Acho que foi o fato de você ter, inicialmente, centenas ou milhares de pequenas peças, os chamados caquinhos, e depois de unir tudo, se chegar a uma obra belíssima”, completa Manuela.

SERVIÇO:
Exposição: Mosaico Geométrico, com a artista plástica Manuela Castro.
De 21 a 31 de dezembro de 2010, das 9h às 19h.
Espaço Cultural Peter Brian Medawar, no Parque Municipal de Petrópolis
Estrada União e Indústria, 10.000, Itaipava, Tel.: 2222-1299

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.