Stefan Zweig, autor de Brasil, um país do futuro e um dos mais importantes escritores de língua alemã do século 20, escolheu Petrópolis como refúgio da perseguição nazista.
A casa onde morou, na Rua Gonçalves Dias 34, está prestes a virar um museu, a Casa Stefan Zweig. Além de homenagear o escritor austríaco, vai abrigar ainda o Memorial do Exílio, um centro de documentação de milhares de exilados que vieram para o Brasil entre 1933-1945 e que aqui construíram suas vidas, e contribuíram para o desenvolvimento cultural e tecnológico de nosso país. A difusão destas histórias em muito contribuirá para a compreensão de parte da história cultural de nosso país.
A exposição Stefan Zweig Vive! mostrará a trajetória e os diferentes estágios na vida do escritor, dentre eles as vindas do autor ao Brasil, a recepção de sua obra em nosso país e, especialmente, o período petropolitano, quando escreveu a novela Xadrez.
O alvo é, principalmente, o público jovem e os temas abordados serão o estímulo a posturas humanistas e de tolerância, a valorização do Brasil como local de acolhimento e a diversidade cultural dos povos e sua convivência pacífica, contextualizados no período da Segunda Guerra.
Muitas informações históricas serão expostas de forma atraente e dinâmica, a fim de informar o público e de estimular a leitura da obra literária de Stefan Zweig e de outros autores.
A exposição conta com o apoio da Embaixada da Áustria no Brasil, da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis.

SERVIÇO
Inauguração: 14/1/2011 Horário: 18h

Local: Centro de Cultura Raul de Leoni – Praça Visconde de Mauá, 305
De segunda a sexta-feira: 12 às 18h, sábado: 13 às 17h, domingo: 12 às 16h.
Entrada franca

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.