Cenário da peça “A minha mulher”, vencedora da primeira edição do Prêmio, em 2007A Fundação Nacional de Artes – Funarte, em parceria com o Instituto Camões, de Portugal, promoverá a quinta edição do Prêmio Luso-Brasileiro de Dramaturgia Antônio José da Silva. O anúncio foi feito nesta terça-feira (13/09), na sede do Instituto, em Portugal, pelo presidente da Funarte, Antonio Grassi, e pela presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho.
O programa estabelece um prêmio no valor de 15 mil euros para o autor da obra vencedora. O texto escolhido será editado no Brasil e em Portugal. Além de ser um incentivo para o surgimento de novos autores, o Prêmio tem como objetivo impulsionar a escrita dramática em todos os gêneros e reforçar a cooperação entre os dois países.
Inicialmente, serão escolhidos oito textos: quatro do Brasil e quatro de Portugal. A seleção será feita por duas comissões, em cada um dos países. Na etapa seguinte, um júri, formado por três especialistas brasileiros e três especialistas portugueses, vai avaliar os projetos selecionados e determinar o vencedor. Podem concorrer ao Prêmio cidadãos brasileiros ou estrangeiros naturalizados, com um ou mais textos originais.

SERVIÇO
5ª Edição do Prêmio Luso-Brasileiro de Dramaturgia
Realização: Fundação Nacional de Artes (Funarte), Instituto Camões (Portugal) e Ministério da Cultura – Governo Federal (Brasil)

 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.