No dia 20 de outubro, Dia do Poeta, na Praça D. Pedro, de 18h às 21h, será realizado o primeiro Sarau da Confraria da Poesia Informal.
           O evento contará com diversas ações como declamações de poesia, performances e esquetes teatrais, varal de poesia, jogos poéticos, intervenções com o público, música e exposições diversas, incluindo uma de fotos da SOPEF, que traduz em imagens os poemas dos membros do grupo. A abertura se dará com uma panfletagem poética, em que membros da Confraria desfilam pelo centro da cidade o seu amor pela poesia com entrega de poemas para a população interessada.
Fundada há dois meses por Catarina Maul e alguns jovens poetas petropolitanos, a Confraria da Poesia Informal em 60 dias já ganhou um total de 70 membros, alguns espalhados pelo mundo, como é o caso do assíduo poeta Gociante Patissa, de Angola. A Confraria surgiu como uma necessidade de valorizar a poesia genuína, a poesia resultante de emoções reais, que nasce nos primeiros rabiscos em cadernos escolares e que muitas vezes é escolha como companhia para uma vida inteira, como é o caso de seus participantes. Catarina Maul, organizadora dos maiores festivais de poesia em Petrópolis, realizados nas felizes parcerias entre o Clube de Poesia do Petropolitano, Secretaria de Educação e Fundação de Cultura e Turismo, dá seu depoimento: “ Há um vácuo muito grande entre as iniciativas literárias da cidade e a juventude. A poesia de hoje, dos jovens de hoje, tão cheios de emoção e necessidade de expressão, não encontra eco nas instituições literárias. A Confraria vem abrigar esses poetas, os poetas que vivem para a poesia e a tratam com a generosidade necessária que devemos tratar uma arte maior.”
No grupo, coordenando o Sarau e as ações da Confraria, além de Catarina Maul, Arnaldo Rippel, Matheus José, Pedro Maia e Cunha, Henrique Verleun, Paulo Roberto Cunha e Luana Lagreca, ex aluna de poesia de Catarina Maul e eternamente grata pelo ano que viveu na Caravana Poética e pelo título de Poeta do Ano de 1999, do projeto Semeando Poesia nos Jardins da Educação, que durante muitos anos desvendou vários talentos pelas escolas públicas municipais. O evento é aberto ao público e aguarda poetas informais de todas as idades.  
SERVIÇO
Sarau de Poesia aberto ao público
Local: Praça D. Pedro
Data: 20 de outubro – Dia do Poeta
Horário: 18h às 21h


Um comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.