SESI Cultural apresenta o espetáculo “3 Marujos Perdidos na Selva”, com os Irmãos Brothers

O SESI Cultural traz nesta quarta-feira (dia 25) a Petrópolis o espetáculo infantil “3 marujos perdidos na selva”, com os Irmãos Brothers . A hilariante viagem pela história dos primeiros anos de colonização do Brasil será encenada às 15h, no Teatro Afonso Arinos, no Centro de Cultural Raul de Leoni. Os ingressos custam R$ 10.
A peça, vencedora do prêmio Myriam Muniz de teatro de 2009, conta a história de Lelé, Pancada e Biruta, três marujos trapalhões do século XV. Eles chegam ao Brasil à bordo de uma jangada antes de Pedro Álvares Cabral. Logo, são feitos prisioneiros por uma tribo canibal que se prepara para devorá-los e, assim, adquirir a bravura do trio. Enquanto a festa é preparada, Biruta se apaixona pela índia Iracema envolvendo-se em novas enrascadas.
Durante a encenação bem humorada, os atores usam e abusam dos elementos cênicos: três malas, três cadeiras, três baldes, três vassouras, três cabideiros e uma escada com os quais montam caravelas, monstros, jangadas, ilhas, ocas, cabanas, rios e florestas, estimulando a imaginação dos espectadores.
O texto do espetáculo é de Alberto Magalhães, direção de Cláudio Mendes e direção musical de Edmar da Rocha. O elenco é composto pelos Irmãos Brothers Dalmo Cordeiro, Fábio Florentino e Alberto Magalhães com realização dos Irmãos Brothers.
Para encerrar a programação do mês na cidade, o SESI ainda traz à cidade, no dia 27, o espetáculo teatral “O filho eterno”, vencedor do Prêmio Shell de melhor ator para Charles Fricks. O peça será encenada a partir das 20h no Theatro Dom Pedro. Os ingressos, já à venda, custam R$ 15.
O programa SESI Cultural mantém uma rotina de espetáculos teatrais e musicais na cidade. Ao longo de 2011, o SESI promoveu em Petrópolis 31 espetáculos. Foram cinco apresentações de teatro adulto, seis de teatro infantil, oito shows de música instrumental e 12 apresentações musicais. A programação, que se estendeu de março a dezembro, atraiu público superior a 7 mil pessoas. Significa dizer que cerca de 230 pessoas, em média, prestigiaram cada uma das apresentações promovidas pelo SESI na cidade.
O trabalho rendeu ao programa, neste ano, o Prêmio Maestro Guerra Peixe de Cultura. A honraria, concedida anualmente pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Fundação de Cultura e Turismo (FCTP), destaca iniciativas que contribuem de forma significativa para a difusão da cultura no município. O SESI Cultural ficou com o prêmio na categoria Melhor Produção Cultural de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.