Para os amantes da música, mais precisamente de chorinho, esta é a próxima pedida no Palácio de Cristal. O grupo carioca “Chorando à Toa” promete magnífico show no dia 26 de agosto, às 17 horas, com entrada franca. Os chorões vão interpretar choros clássicos, de Joaquim Callado a Jacob do Bandolim, além de composições próprias.
Criado no início do ano de 2004 o grupo “Chorando à Toa” é composto por cinco talentosos jovens que fazem um chorinho de primeira qualidade. São eles: Paulo Victor Coutinho no violão, Carlos Mendes na voz e cavaquinho, Carla Mariana na flauta transversa, Renato Alves no cavaquinho e percussão e Diego Domingues também na percussão.
A série de espetáculos na cidade, que já trouxe a orquestra da Polônia Capella Bydgostiensis no início do mês, é uma realização do Ministério da Cultura, da FocusRio e da Art Invest. Com produção local da Thema Soluções Artísticas, seu diretor Executivo, Leonardo Randolfo, diz que vem buscando oportunidades de concertos e shows de qualidade para engrossar a programação cultural da cidade: “Estamos satisfeitos porque em nosso primeiro concerto, o da orquestra polonesa, o público correspondeu e lotamos o Palácio de Cristal com mais de 400 pessoas" -- revela empolgado.
O grupo “Chorando à Toa” é formado por amantes da música que vêm de famílias pobres da Rocinha, no Rio de Janeiro. Eles estudaram na Escola de Música da Rocinha , espaço que surgiu num local emprestado de uma igreja, com apenas 14 alunos há 11 anos. O fundador foi o professor de música alemão Hans Ulrich Koch, que morava no Rio e lecionava para alunos ricos da zona sul. Impressionado com as diferenças sociais ao seu redor, resolveu dar chance também a quem não podia pagar - caso de Paulo Vitor, de mãe doméstica e padrasto vigia, e de Carlos, que antes de tocar no grupo, era balconista de padaria. São dois grandes exemplos de que boas oportunidades podem mudar o destino de muitos. 
Os próximos espetáculos na agenda da Thema são: dia 10 de setembro -- grupo paulista Cantilena Ensemble no Theatro D. Pedro faz espetáculo didático para alunos da rede municipal de ensino às 15 horas e às 20 horas para o público; no dia 16 de setembro, às 20 horas – orquestra francesa Nouvelle Europe no Cine Teatro Museu Imperial, todos com entrada franca.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.