Shuffle investiga a relação entre ordem e aleatoriedade no mundo contemporâneo. A encenação faz parte de uma estrutura experimental: um homem ganha um iPod Shuffle (reprodutor de músicas aleatórias) como bonificação de uma companhia telefônica.  As músicas que ele escuta começam a influenciar o modo como ele lida com diversas situações da vida dele. 
A dramaturgia, desenvolvida ao longo do processo, teve como inspiração as sensações causadas pelas músicas e  técnicas como o Biodrama (da encenadora argentina Vivi Tellas) e a dramaturgia do ator e de concepções como colagem e montagem. A estrutura propõe para cada cena uma música-título. As músicas são executadas de forma aleatória pelo próprio iPod durante as apresentações do espetáculo, cabendo ao ator lidar com a exposição da cena, que, a cada dia terá uma ordem diferente. A proposta de encenação parte dos mesmos mecanismos do iPod Shuffle para compor dramaturgia e cena. Esta proposta sugere a reflexão sobre a relação homem versus máquina na contemporaneidade e suas fragilidades.
Para a pesquisa de linguagem do ator, foi essencial a leitura de “O estrangeiro” de Camus, a partir do qual foi possível investigar as sensações de indiferença e anestesia que um homem pode ter com o que o rodeia. Já no âmbito dramatúrgico, o clássico “Jogo de Amarelinha” de Julio Cortazar abriu o caminho para uma dramaturgia efêmera que explora diversas possibilidades de ressignificação através da mudança de ordem que ocorre diariamente.
O Teatro Voador Não Identifcado se dedica ao estudo de dramaturgias e estéticas teatrais contemporâneas e acredita na importância de uma investigação experimental dentro da universidade. Desta forma, foi essencial o estudo de textos como “A obra de arte na era da reprodutibilidade técnica” de Walter Benjamin e “Teatro Político e Pós-dramático” de Hans Thies Lehmann. Assim, o grupo pretende estabelecer um diálogo entre público e academia através de projetos que ofereçam incentivo para sua profssionalização e investe em novas linguagens que sejam capazes de refetir sobre os caminhos do teatro contemporâneo para estabelecer uma função crítica da arte. O coletivo idealiza um teatro popular que não deixe de fora seu caráter experimental, abrindo as portas para todo tipo de público.
Além disso, o tema tratado é fundamental para o mundo de hoje, onde a tecnologia relativiza as noções de tempo e espaço e problematiza a questão da presença que se confunde entre o virtual e o físico. Essa tensão se hiperdimensiona no teatro, lugar onde a presença física é essencial no que diz respeito à própria especifcidade da linguagem teatral. Shuffle se dispõe a investigar de que modo o teatro se faz necessário numa sociedade onde a presença virtual ganha cada vez mais espaço.
O espetáculo do grupo Teatro Voador Não Identificado é dirigido por Leandro Romano e Julia Bernat, atriz de Julia, dirigida por Christiane Jatahy, vencedora do prêmio Shell de melhor direção, que trabalha pela primeira vez fora dos palcos. E tem no elenco Gabriel Vaz, vocalista da Banda Baleia, indicada ao Prêmio Multishow na categoria Experimente.
Shuffle estreia dia 14 de setembro no Teatro Gonzaguinha (no Centro Cultural Calouste Gulbenkian) na ocupação Vem!, de Alexandre Mello, que tem como foco incentivar a produção de novos grupos de teatro da cidade.

FICHA TÉCNICA
Elenco: Gabriel Vaz
Direção: Julia Bernat e Leandro Romano
Dramaturgia: Luiz Antonio Ribeiro
Cenografia e iluminação: Elsa Romero e Isadora Petrauskas
Figurino: Anna Cecília Cabral
Assistência de direção: Luiz Antonio Ribeiro
Edição de som: Jayme Monsanto
Voz em off: Estrela Blanco
Arte gráfica: Nan Giard
Orientação teórica: Danrlei de Freitas
Direção de produção: Julia Bernat e Leandro Romano
Produção executiva: Daniel Werneck
Realização: Vem!, Unirio e Teatro Voador Não Identificado

SERVIÇO
De 14 a 30 de setembro (sextas e sábados, às 20:00 e domingos, às 19:00)
Teatro Gonzaguinha – R. Benedito Hipólito, 125, Centro
Ingressos: 10 reais (meia entrada: 5 reais)

CONTATO
Daniel Werneck: (21) 9534-0482 ∕d.werneck@ig.com.br
Leandro Romano: (21) 8432-4854 ∕ leandro.romano@ig.com.br
Julia Bernat: (21) 7181-1333∕ juliabernat@hotmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.