SESI Cultural traz a peça Amorzinho nesta sexta-feira a Petrópolis


Pode o amor ser o principal e único caminho que norteia a vaidade de uma mulher? É em torno dessa questão que se desenvolve a peça “Amorzinho um conto de Tchekhov”, que será encenada nesta sexta-feira, dia 26 de outubro, a partir das 20h, no Theatro Dom Pedro, em Petrópolis. Baseado em um dos principais contos da literatura russa e mundial, escrito por Anton Tchekhov, o texto mostra os dois casamentos da protagonista e sua dupla viuvez, além de seu envolvimento amoroso com um terceiro homem. Com lirismo e fina ironia, bem ao estilo de Tchekhov, o espetáculo revela de forma comovente e bem humorada a alma da personagem e as transformações que ela sofre, a cada novo amor e a cada período de solidão e tristeza. Os ingressos para o espetáculo já estão à venda e custam R$ 15.
Com direção de Orã Figueiredo, “Amorzinho, um conto de Tchekhov”  traz ao palco Lourival Prudêncio, Raquel Iantas, Sávio Moll e Saulo Rodrigues. Os atores se dividem e se multiplicam em cena para dar vida aos 13 personagens. “É um conto que vira teatro, um dos mais belos dos 600 contos escritos por Tchekhov”, afirma o diretor. Ele destaca, ainda que em “Amorzinho”, utiliza a poética tchekhoviana e a extraordinária profundidade de seus personagens. “Uso também as ferramentas de narrativa dos “romances-em-cena”, dirigidos por Aderbal Freire Filho. Espero colocar em cena a força dramática e o humor do texto original”, conclui Orã Figueiredo.

MAIS ANTON TCHEKHOV
Um dos mais famosos novelistas e dramaturgos russos, Anton Tchekhov nasceu em Taganrog em 1860, e faleceu em 1906. Médico de profissão, começou sua carreira como escritor em 1880, com a publicação de alguns ensaios literários. A partir daí não demorou muito para que o então desconhecido escritor alcançasse uma extraordinária popularidade, não só por suas novelas mas também por suas peças, das quais as mais conhecidas são: “As Três Irmãs”, “Ivanov”, “O Tio Vania e a Cerejeira”.
Estas três peças formaram o ambiente para a fundação do Teatro de Arte de Moscou, que foi criado sob o signo do “Impressionismo”. Melancolicamente pessimista e aproveitando o máximo todas as experiências humanas e sociais, Tchekhov seria o criador de uma escola literária que encontraria mais tarde, mesmo nos países ocidentais, enorme repercussão.
Seus contos, tanto quanto suas peças, são, em geral, obras-primas que harmonizam perfeitamente a forma e a precisão vocabulares à uma sedutora e corretíssima fluência verbal, sem deixar de conter também um conteúdo lírico dos mais densos.

SERVIÇO
EVENTO: Espetáculo Amorzinho, Um Conto De Tchekhov
LOCAL: Theatro Dom Pedro (Praça dos Expedicionários, S/Nº, Centro de Petrópolis)
DIA: 26 de Outubro
HORA: 20h
INGRESSOS: R$ 15


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.