Intercâmbio cultural permitirá mais uma troca de experiência e realização
O Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis concede a oportunidade de mais um intercâmbio cultural. Na próxima terça-feira, (15), após sete dias de incontáveis trocas de experiências e emoção musical no XV Congresso Nacional de Meninos Cantores, o Coral dos Meninos Cantores retorna a Petrópolis com Os Meninos Cantores de Bordeaux.
O grupo está em turnê pelo Brasil, e vem à cidade com o objetivo de trocar experiências com o Canarinhos de Petrópolis. "O IMCP, como centro cultural, tem entre suas metas a promoção e a divulgação da música como veículo de educação, evangelização e pacificação. Por este motivo, ficamos contentes com a receptividade e vinda de mais um intercâmbio internacional a Petrópolis." Declarou o maestro do coral, Marco Aurélio Lischt. Os dois coros se apresentam no penúltimo sábado do mês (20), às 20h, na tradicional Igreja do Sagrado Coração de Jesus, com entrada franca para o público.
Além de promover mais um intercâmbio cultural, a visita demonstra o reconhecimento do trabalho realizado pelo Instituto junto ao coro de meninos e meninas. As visitas de coros internacionais educam para a vida social e intercultural, desenvolvendo igualmente o senso de disciplina, amizade e generosidade, tanto para o coro visitante como aos canarinhos. "Esperamos com isso, estar cada vez mais próximos do nosso ideal, que é ter um bom entendimento e relacionamento com o mundo através da música." Lischt afirma contente, ressaltando a visibilidade que o coral vem ganhando.
Durante a visita, os estudantes também aprenderão conceitos musicais e terão a oportunidade de conhecer um pouquinho mais dos Canarinhos de Petrópolis, devido a hospedagem nas casas dos Meninos Cantores.
Os Meninos Cantores de Bordeaux é um reconhecido coral francês, fundado em 1875, e único coral de meninos da Aquitânia, região ao sudoeste da França. O grupo foi a base para a fundação da “Capela Musical de Bordeaux”, e pretendem manter a tradição dos “Corais de Meninos das Catedrais”, formação rara nos dias atuais, mas que foi o berço da música ocidental, à frente das grandes Catedrais e Mosteiros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.