E o sonho virou realidade!
No próximo sábado, dia 7 de setembro às 19h, um grande momento literário comprovará a realização de um sonho coletivo sonhado por 46 poetas. A I Antologia da Confraria da Poesia Informal, grupo idealizado e coordenado pela poetisa e produtora cultural Catarina Maul, fundado há dois anos em Petrópolis, estará sendo lançada com sarau festivo na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, no estande da Oficina Editores, Pavilhão Verde, Q 21.
O livro abriga poetas que fazem parte do movimento da CPI, como o grupo é, carinhosamente, chamado pelos seus participantes que dialogam através das redes sociais e encontram-se em saraus mensais e na realização de sonhos e projetos coletivos, como é o caso da Antologia.
Além de poetas petropolitanos, estão publicados poemas vindos de diferentes endereços: Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Seropédica, Campos dos Goytacazes, São Paulo, Curitiba e até do Rio Grande do Sul.
A equipe editorial contou com a coordenação de Catarina Maul, revisão de Luciana Cunha, capa com logomarca de Henrique Verleun e diagramação e arte final de Demétrio do Carmo.
O lançamento promete uma emoção impar, pois a presença em massa dos participantes merecerá registro na história. Pela primeira vez muitos se encontrarão com os mais atuantes de Petrópolis, como é o caso da poetisa de Curitiba Elciana Goerdert que vem ao Rio somente para o lançamento. Também participa a poetisa Silvana Gonçalves Luiz, de São Paulo, que também abraçará seus confrades pela primeira vez.
Outros também viverão esse momento, como é o caso de Sol Figueiredo, de Campos de Goytacazes, ee Luizão Bernardo, de Seropédica, entre outros.
O livro tem o valor de 25 reais e contou com a edição cooperativada dos participantes.
E, pensando no público fiel aos saraus da Confraria, o lançamento continua no dia seguinte, domingo, às 17h, no Estúdio S de Música, casa oficial dos eventos do grupo. A entrada é franca e o público, além de adquirir o livro e receber autógrafos dos escritores, ainda poderá desfrutar de apresentações de música, dança, teatro e conhecer a dinâmica do projeto.
O final de semana promete momentos inesquecíveis para a poesia da cidade.

A ida dos poetas de Petrópolis para a Bienal do Rio conta com o apoio da Fundação de Cultura e Turismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.