Dez grafiteiros do projeto Cellograff Brasil e outros artistas de Petrópolis mostrarão ao público seus trabalhos, no próximo dia 22, na Praça Dom Pedro, no Centro da cidade, das 10h às 15h. A festa é  para celebrar a liberdade, com atividades de pintura, música, dança, teatro e poesia, integrando a agenda da exposição “Fica decretado que agora vale a verdade”, atração do Centro Cultural da Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP/Fase) a partir do dia 28.
O Cellograff Brasil estará representado na praça pela arte de AK47, Bobi, Bunys, Kajaman, Lya Alves, Odrus, Rafael, Ramé, Splac e Talu. Também participarão do evento grupos de música e de teatro convidados. "Quando me deram o tema dos 50 anos do golpe militar, pensei especificamente em alguém preso que busca a liberdade. Assim, tentarei buscar essa essência e transportá-la para o painel", diz o petropolitano Breno Carneiro, o Ramé, de 17 anos, que faz grafite desde os 9. 
Com o primeiro verso do poema “Os estatutos do homem”, de Thiago de Mello, no título, a mostra da FMP/Fase integra a programação da Comissão Estadual da Verdade na descomemoração dos 50 anos do golpe militar. Fotos, áudios, cartazes, instalações e versos ilustrarão a importância da liberdade, segundo o coordenador de Projetos Especiais da FMP/Fase, Ricardo Tammela, que organiza a mostra com o curador Claudio Partes.

O endereço da FMP/Fase é Av. Barão do Rio Branco, 1003, no Centro de Petrópolis. “Fica decretado que agora vale a verdade” pode ser vista até junho, das 9h às 21h, com entrada franca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.