O mais novo espaço cultural administrado pela Prefeitura de Petrópolis por meio da
Fundação de Cultura e Turismo abriu as portas em grande estilo, com a exposição “Djanira – 100 Anos”. A mostra está em cartaz na sala Multiuso do CEU- Centro de Artes e Esportes Unificados Praça Corta Rio, na Posse, e ficará aberta ao público até dia 30 de abril, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com entrada franca.
A exposição já foi visitada por várias turmas de alunos de escolas da localidade com visitas guiadas, em alguns momentos com o acompanhamento do curador da mostra, o artista plástico Paulo Campinho. A equipe do CEU está organizando uma agenda de visitação para que todas as escolas da Posse, públicas e particulares, tenham a oportunidade de conhecer este trabalho. Djanira foi uma das maiores artistas brasileiras que teve uma forte ligação com Petrópolis no período em que manteve residência no bairro Samambaia.
A exposição é composta por reproduções dos trabalhos da artista impressos em placas de acrílico, juntamente com um banner que contém matérias colhidas em revistas e jornais. A mostra “Djanira – 100 Anos” esteve em cartaz no Centro de Cultura Raul de Leoni em dezembro e janeiro e posteriormente deverá voltar a ser exibida em outro espaço no centro da cidade.
Além de conhecer a obra da grande pintora, os alunos ainda assistem ao documentário “Djanira, a Pintora Descalça”, de José Sampaio, elaborado ano passado pela CEF através da Caixa Cultural em comemoração aos 100 anos de nascimento da artista. Segundo o seu biógrafo, Gesiel Júnior, ela foi eleita uma das três grandes damas da pintura brasileira do século XX, junto a Anita Malfatti e Tarsila do Amaral.       



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.