Acontece nesta quinta-feira (17/9), às 19h, no Cine Teatro Museu Imperial, o lançamento
da edição inédita em português do livro “A Belle Époque Italiana no Rio de Janeiro”, de autoria do Professor Dr. Vittorio Maria Cappelli, da Università della Calabria. O evento, realizado pela Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, Casa D’Italia Anita Garibaldi e Instituto Histórico de Petrópolis, faz parte da celebração dos 450 anos do Rio de Janeiro e dos 170 anos da presença italiana na Cidade Imperial.
No livro, o autor reconstrói toda a história da imigração italiana para o Rio, partindo de seus primórdios que datam, principalmente, do casamento entre a princesa napolitana Teresa Cristina de Bourbon com o jovem Imperador D. Pedro II do Brasil: um evento que abriu as portas para múltiplas e crescentes relações entre a península italiana e o Brasil. Em seguida, a narrativa concentra-se nas décadas da Belle Époque, quando se desenvolve uma consistente imigração de italianos, atraídos pelas oportunidades proporcionadas pelo então extraordinário desenvolvimento demográfico, econômico e social do Rio de Janeiro.
Neste cenário, emergem os vultos e as histórias de dois grupos familiares – os irmãos Jannuzzi, da calabresa cidade de Fuscaldo, e os irmãos Segreto, da cilentana cidade de San Martino – que, respectivamente na arquitetura e nos espetáculos, imprimiram as suas marcas em uma Belle Époque mais italiana que francesa, conduzindo um protagonismo cultural e social que culminou por satisfazer a inesgotável “francofilia” das elites cariocas.

Sobre o autor
Formou-se em Filosofia na Universidade de Milão (Itália). Lecionou por vários anos no "Instituto de Arte de Florença” (atualmente Escola de Arte de Porta Romana). Desde 1995 é professor de História Contemporânea na Universidade da Calábria (Departamento de Ciências Políticas e Sociais). Em 1988 fundou a revista “Daedalus. Cadernos de História e Ciências Sociais”, que desde 2006 é publicada on-line.
Dedicou grande tempo de suas pesquisas a estudos sobre a História Política e Social do Sul da Itália e a História do Fascismo. Entre seus interesses de pesquisa acadêmica consta também a história cultural dos séculos XIX e XX, com particular relevo para o futurismo a as vanguardas históricas, a psicanálise e a literatura de viagens. Em anos mais recentes, dedicou-se principalmente a novas pesquisas e investigações acadêmicas sobre a história da imigração italiana na América Latina.

Membro da Afehc (Asociación para el Fomento de los Estudios Históricos en Centroamérica) e CSC (Centro Universitário de História Cultural). É membro do Comité Científico da série "América Latina. História e Cultura" da Editora CISU. É diretor do Centro de Estudos sobre Migração junto ao Icsaic (Instituto Calabrês para a História do Antifacismo e da Itália Contemporânea). É codiretor da revista histórica Jornal de História Contemporânea e, por muitos anos foi Curador de Mostras de Arte Contemporânea junto ao CAMS (Centro de Artes, Músicas e Espetáculos) da Universidade da Calábria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.