Novo espetáculo, que tem a supervisão de Rogéria, ficará em cartaz nos dias 21 e 22

Comédia, suspense e humor sarcástico é o que traz Androfóbicas, a nova montagem da Satura Cia. de Teatro. A estreia será nos dias 21 (sexta-feira) e 22 (sábado) de outubro, no Theatro D. Pedro, às 20h. Com supervisão da atriz Rogéria, o espetáculo promete surpreender o público com uma trama que mostra o dia a dia de três mulheres que resolvem castigar os homens que traem suas esposas. Os ingressos serão vendidos na bilheteria do teatro a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).
O espetáculo tem texto e direção de William Esteves, que também integra o elenco com os atores Fred Justen, Fabio Branco, Ariel Barbosa, Alan Ribeiro e Nathan Cardoso. Com a orientação de Rogéria, os atores deram vida às mulheres dessa história, que gira em torno de três personagens centrais: Júlia, uma simples professora que não suporta ser cantada por homens; e suas empregadas, a cozinheira Ana, uma moça franzina e para quem acredita, casta e sonhadora; e a faxineira Maria, uma nordestina porreta que encara qualquer problema com a vassoura na mão.
A comédia ganha um ar de suspense no decorrer da trama e com uma pitada de humor sarcástico, os hábitos das personagens vingativas começam a ser revelados. O enredo chega ao ápice, quando em mais uma tentativa de castigar um tal marido traidor, algo inesperado acontece e desperta a desconfiança dos vizinhos. “Essa montagem é um desafio para todos nós, pois são seis homens interpretando mulheres”, comenta o autor e diretor.
Para criar as mulheres dessa história, além da entrega e pesquisa dos atores, a montagem contou com a preparação corporal de Consuelo Carriles, figurino de Kildary Campos, visagismo de Christiane Carvalho e ainda, assistência de direção e produção de Renata Garcia, contraregragem de Adriana Macêdo, cenografia de Bruno Lopes, iluminação de Fabio Branco, designer e arte gráfica de Tiago Vieira e produção executiva de Beth Medeiros.

A Satura Cia. de Teatro nasceu em Petrópolis, em 1993, na época como Cia. Vem Que Tem. Em 23 anos de atuação, o grupo soma um vasto repertório teatral, entre espetáculos infantis e adultos. Em 2015 a Satura foi presentada pela lendária Elke Maravilha, que se tornou madrinha da companhia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.