quinta-feira, 20 de novembro de 2014

"A ERA DO RÁDIO" NO THEATRO D. PEDRO

O Grupo de Teatro da Melhor Idade estará apresentando no próximo dia 26 de novembro as 20 horas, a peça “A era do rádio”. A apresentação será no Teatro Dom Pedro II  e a entrada é franca, basta que o público leve apenas um  quilo de alimento não perecível ou um brinquedo que será doado pelo grupo para a Pastoral da Criança do Alto da Serra.
O texto “A era do Rádio”  foi escrito pelo ex-diretor do Grupo  de Teatro da Melhor Idade, Claudio Rodrigues, e agora será reapresentado sob a direção de Simone Gonçalves.
O texto aborda diversas situações vividas nos bastidores de um estúdio de rádio entre as décadas de 30 e 60,  conhecida como a época de ouro da rádio brasileira. O enredo desfila no cotidiano de uma rádio, com seus repertórios de informações, piadas, músicas, programas de calouros, rádios-novelas, propagandas e cartas sentimentais.  O público vai poder  reviver ou até mesmo conhecer um pouco da história vivida na Era do Rádio.
A peça destaca ainda uma homenagem a rádio PRK-30, que tinha um humor afiado para a época, e também apresenta grandes nomes da época: Carmem Miranda, Elza Soares, Dalva de Oliveira, Chacrinha e outros.
O Grupo de Teatro da Melhor Idade nasceu no ano de 1998 e  não parou mais de realizar trabalhos nos palcos da cidade. O Grupo tem o apoio da fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis e mantem um elenco  formado por pessoas com mais de 60 anos,  algumas que ajudaram a fundar o grupo, e outras recém chegadas que encontraram no teatro uma  atividade de divertimento, distração  e amizade.
               

                 

SESC QUITANDINHA OFERECE PROGRAMAÇÃO ESPECIAL EM COMEMORAÇÃO AO MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Neste fim de semana terá show da grande intérprete Áurea Martins além de apresentações de dança e teatro 

O Sesc Quitandinha preparou uma programação especial em comemoração ao Dia da Consciência Negra, comemorado nesta quinta-feira, mas que tem celebrações ao longo do mês do Sesc. Ao estender a data, o Sesc no Rio de Janeiro reconhece que há o que se discutir sobre a questões do negro na sociedade, e também aproveita para dar a dimensão merecida dos traços culturais afrodescendentes presentes no multiculturalismo brasileiro. Neste fim de semana terá show da cantora Áurea Martins, apresentação de dança do grupo Tambores de Olokun e do espetáculo infantil “A Galinha D’Angola”.
No dia 22/11 (sábado), às 21h, a cantora Áurea Martins fará um show especial em comemoração à data. Acompanhada de seu violonista e diretor musical Lucas Porto, o show traz no repertório tem canções de compositores brasileiros negros e músicas que abordam a reflexão sobre o tema. Entre os compositores homenageados estão Johnny Alf, Cartola, Luiz Carlos da Vila, Djavan, Dona Ivone Lara, Luiz Melodia, Délcio Carvalho, Chocolate, Jovelina Pérola Negra, Martinho da Vila, Lupicínio Rodrigues entre outros. 
No dia 23/11 (domingo), às 11h, o grupo Tambores de Olokun apresenta um universo musical que abrange diversos ritmos, danças, línguas e religiões. Às 16h, o Grupo Teatral Pequeno Othelo sobe ao palco com o espetáculo “A Galinha D’Angola”. A peça incentiva de forma lúdica a importância de nossa ancestralidade, contando a história de um grupo de D’Angolas, que tentam sobreviver às perseguições de um colonizador que deseja "exportá-las" para outros países. Ambas as atividades são gratuitas e a classificação livre.

SERVIÇO
Sesc Quitandinha:Av. Joaquim Rolla, 2, Quitandinha

Show de Áurea Martins
Dia: 22/11, às 21h
Classificação etária: 12 anos
Entrada gratuita
Classificação livre 

Apresentação do grupo Tambores de Olokun
Dia: 23/11, às 11h
Entrada gratuita
Classificação livre

Apresentação do espetáculo “A Galinha D’Angola”
Dia: 23/11, às 16h
Entrada gratuita
Classificação livre


sexta-feira, 7 de novembro de 2014

CIRCUITO SESC DE MÚSICA APRESENTA O PREMIADO SHOW “TUDO TANTO”, DE TULIPA RUIZ


Uma das principais cantoras e compositoras da nova MPB está entre as atrações de novembro do Sesc Quitandinha

O Sesc Quitandinha apresenta o show do segundo álbum de Tulipa Ruiz, uma das mais promissoras cantoras da nova geração da MPB neste sábado, dia 8/11, às 21h. Com preços populares, de R$ 3 a R$ 10, a cantora mostra “Tudo tanto”, fruto do álbum homônimo lançado em 2012, alçou a cantora como um expoente no cenário musical contemporâneo. O show faz parte do Circuito Sesc de Música, que vai percorrer, até dezembro, 17 unidades do Sesc localizadas em 12 municípios fluminenses, com cerca de 150 apresentações, com entrada franca ou preços populares. A classificação é livre.
Sem intervalos de turnê desde 2010, Tulipa lançou o “Tudo Tanto” em julho de 2012. Neste disco e também no show do Circuito Sesc de Música, ela repete a bem-sucedida parceria com o irmão e guitarrista Gustavo Ruiz. Com este álbum, Tulipa foi consagrada como estrela do pop em ascensão. Lançado oficialmente em São Paulo, no mesmo Auditório Ibirapuera em que “Efêmera”, seu primeiro trabalho, teve seu début, “Tudo tanto” pavimenta seu caminho. Em pouco mais de um ano de estrada, já foi apresentado em cidades do Brasil e do exterior, em países como Alemanha, França, Inglaterra, Itália, Japão, Portugal, Suíça (no renomado Festival de Montreux), Turquia, e nos Estados Unidos.
Circuito Sesc de Música
O Circuito Sesc de Música 2014 estreou em maio e vai percorrer, até dezembro, 17 unidades do Sesc em 12 municípios do Rio, levando ao público 150 apresentações com entrada franca ou com ingressos a preços populares. São 26 atrações de diferentes gêneros musicais, passando por todas as vertentes da MPB, incluindo homenagem a grandes nomes da música nacional - como shows relembrando os 40 anos sem o mestre Pixinguinha. Até o fim do ano, estarão percorrendo os diversos municípios que sediam unidades do Sesc nomes como Adriana Calcanhotto, Elba Ramalho, Lenine, Ana Cañas, Chico César, Zélia Duncan, Monique Kessous, Geraldo Azevedo, Pedro Mariano, Leila Pinheiro, Ivan Lins, Léo Gandelman, MPB4, Pato Fu, Roberta Sá, Alice Caymmi, Toquinho, Zeca Baleiro, entre outros.
Tulipa Ruiz
Nascida em Santos, criada na mineira São Lourenço e formada em Multimeios na PUC, de São Paulo, Tulipa Ruiz e o irmão, Gustavo, têm berço musical: o pai, Luiz Chagas, é guitarrista da vanguarda Isca de Polícia, banda que acompanhou Itamar Assumpção. As referências, entretanto, se espalham por Gal Costa, Zezé Motta, o grupo Rumo e as artistas internacionais e multimídias Meredith Monk e Yoko Ono.
Ainda bem jovem e já universitária, Tulipa teve algumas experiências musicais por hobby. Mas só estreou profissionalmente em 2009, quando a então redatora e ilustradora resolveu se assumir como cantora e compositora – sem abandonar os desenhos que a traduzem graficamente nos shows e nos encartes dos álbuns, além das colaborações para o jornal “Le Monde Diplomatique Brasil”. O pai e o irmão embarcaram na história musical e integram a banda, que conta ainda com Caio Lopes, na bateria, e Marcio Arantes, no baixo.
O primeiro grande sucesso da cantora e compositora foi com o CD “Efêmera”, álbum de estreia lançado em 2010. O disco entrou na lista dos melhores da década pelo jornal “Folha de São Paulo”, e eleito o melhor do ano pela revista Rolling Stone. Com a obra, Tulipa também levou a estatueta de melhor cantora do Prêmio Multishow, em 2011, o que contribuiu para aumentar sua legião de fãs, que inclui David Byrne. Neste trabalho, a canção “Só Sei Dançar com Você” foi tema da personagem de Leandra Leal na novela “Cheias de Charme”, na Globo, e a faixa-título foi trilha de jogo de videogame da Fifa. Em mais de dois anos de estrada, foram 150 shows só no Brasil – além de turnês internacionais que incluíram países como Argentina, Colômbia, Estados Unidos, Dinamarca, Portugal, Itália e Inglaterra.
Novamente, jornais como “O Globo”, “Estadão” e “Folha de São Paulo” reconheceram o talento de Tulipa e voltaram a citá-la entre os melhores lançamentos de 2012. De quebra, a artista conquistou as estatuetas de Melhor Disco pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), Prêmio Multishow e Prêmio Contigo! MPB FM, além da indicação ao Prêmio da Música Brasileira. A canção “Cada Voz”, que encerra o álbum de 11 faixas, ainda foi selecionada pelo jornal britânico “The Guardian” entre as melhores composições numa seleção que incluiu 34 músicos.

SERVIÇO
Circuito Sesc de Música
Tulipa Ruiz no show “Tudo tanto”
8/11/2014, às 21h
Sesc Quitandinha (Café Concerto):  Av. Joaquim Rolla, 2
Preços: R$ 3 (associados Sesc), R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira).
Classificação: Livre

Duração: 90 minutos.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

DIA NACIONAL DA CULTURA

Cláudio Justiniano de Souza, ou Cláudio de Souza, foi médico, jornalista, autor de textos científicos e, sobretudo, escritor. Membro-fundador da Academia Paulista de Letras, presidente da Academia Brasileira de Letras em dois mandatos e fundador do PEN Club do Brasil, notabilizou-se pela publicação de inúmeras peças teatrais. Sua residência petropolitana foi doada ao Museu Imperial por Luísa Leite de Souza, sua viúva, em 1956. Recentemente, o Museu Imperial /Ibram /MinC - Página Oficial restaurou a casa para nela abrigar a biblioteca petropolitana do escritor, bem como parte dos 156 objetos igualmente doados à instituição. A Casa Cláudio de Souza abriga também o Instituto Histórico de Petrópolis, a Academia Petropolitana de Educação, a Academia Petropolitana de Letras e a Academia Brasileira de Poesia - Casa de Raul de Leoni, e busca oferecer uma programação literário-cultural para a sociedade petropolitana e os vistantes da cidade de Petrópolis. Neste 5 de novembro, Dia Nacional da Cultura, o Museu Imperial, por meio de sua subunidade Casa Cláudio de Souza, presta uma homenagem a esse ilustre morador de Petrópolis e cidadão do mundo!

terça-feira, 4 de novembro de 2014

CASA DE CLÁUDIO DE SOUZA RECEBE DIÁLOGO RELIGIOSO, COM PEDRO NOGUEIRA


No dia 11 de novembro, às 19 horas, Pedro Nogueira, Mestre em Ciências da Religião, estará na Casa de Cláudio de Souza (unidade do Museu Imperial) com o diálogo religioso “De Zambi a Allah – Os postulados da Umbanda Esotérica e os atributos divinos no Islam”. O evento será gratuito e aberto ao público.
Durante o encontro, será desenvolvido um exercício de mística comparada entre duas religiões distintas.  “Abordarei, de forma sintética, os postulados da Umbanda Esotérica, segundo Woodrow Wilson da Matta e Silva, sacerdote umbandista e reconhecido autor de diversas obras sobre o assunto, e alguns dos 99 atributos divinos, qualidades ou nomes de Deus no Islam, encontrados no livro sagrado do Alcorão e discutidos por alguns autores especializados no tema”, pontua Nogueira.
Segundo o Mestre em Ciências da Religião, este diálogo também servirá para estabelecer correlações entre os conceitos sobre a divindade suprema esposados por estas duas religiões, demonstrando os pontos convergentes a partir dos aspectos místicos encontrados nestas duas maneiras de conexão com o Sagrado.
- Através deste evento, acredito estar contribuindo para mais uma possibilidade de se estabelecer o diálogo inter-religioso. Desta vez, entre uma religião do livro, o Alcorão, baseada na tradição escrita e outra religião baseada na tradição oral e de construção coletiva – a Umbanda, através de sua vertente esotérica -, completa Pedro Nogueira.

O PALESTRANTE – Pedro Antonio P. Nogueira é mestre em Ciências da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora – MG, pedagogo e especialista em Acupuntura, além de ter se especializado em Acupuntura Avançada pela Fujian University of Tradicional Chinese Medicine. Ele também é Dirigente Espiritual do Templo do Caboclo Sr. Ogun Sete Escudos desde 1996, Filiado a Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino - entidade mantenedora da FTU- Faculdade de Teologia Umbandista e Discípulo de mestre Arhapiagha - Pai Rivas.
A Casa de Cláudio de Souza fica na Praça da Liberdade, 247, Centro, Petrópolis. Além dos eventos que recebe e organiza, o espaço, que é unidade do Museu Imperial, está aberto para visitação gratuita de terça a sexta-feira, das 11h às 18h. Para mais informações, entre em contato pelos telefones (24) 2231-5156 e (24) 2231-4722 ou pelo e-mail mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br.
SERVIÇOS

Casa de Cláudio de Souza/Museu Imperial
Endereço: Praça da Liberdade, 247, Centro – Petrópolis, RJ
Contatos: (24) 2231-5156 / (24) 2231-4722 / mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br
Visitação: de terça a sexta, das 11h às 18h
Biblioteca: de terça a sexta, das 13h30 às 17h30 (em outros horários, mediante agendamento pelo e-mail    mimp.biblioteca@museus.gov.br)

Museu Imperial/Ibram/MinC
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2233-0300 / (24) 2233-0360
Twitter: @museuimperial

Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h

Jardins: de terça a domingo, das 8h às 18h

EXPOSIÇÃO “EMQUADROS” É LANÇADA NO SHOPPING ESTAÇÃO ITAIPAVA


Mostra, que reúne olhares diferentes do dia-a-dia, foi aberta no sábado (1º)

Uma vernissage marcou, neste sábado (1º), o lançamento da exposição “EmQuadros”, no Shopping Estação Itaipava. A mostra pode ser vista gratuitamente até o fim de novembro.
Tendo como mote principal a frase “Mostre ao mundo aquilo que seus olhos veem além de você mesmo”, a coleção de fotografias procura ir muito além da superficialidade das “selfies”, que invadiram as redes sociais, estimulando todos a observar o que enxergam detalhes ao redor que, muitas vezes, passam despercebidos. Foi essa a ideia do fotógrafo Thiago Dourado, quando registrou quase dois meses do Theatro Municipal, no Rio de Janeiro.
“A beleza do Municipal sempre me atraiu muito, por isso, pensei em fazer uma série com o mote de uma foto por dia. Ao todo foram 50 fotos. Quando terminei, as pessoas, que comentavam as imagens no Instagram, me cobraram para que eu continuasse com a série”, afirmou Dourado. Hoje, ele está fazendo essa série com outra figura que faz parte do seu cotidiano: a estação pela qual, todo dia, o fotógrafo usa para pegar o trem que o leva para casa. Com um detalhe: praticamente todas as imagens foram feitas com um telefone celular.
“O celular garante maior discrição para fazer imagens cotidianas, do movimento, das pessoas, que poderiam se considerar intimidadas com uma câmera profissional”, afirmou Dourado. “Através das fotos, busco me comunicar de alguma forma, e essa interação acontece por meio das legendas e dos comentários na rede social”, afirmou o fotógrafo.
Outra profissional que passou pelo lançamento da exposição no sábado foi a fotógrafa Tatiana Alves, que tem algumas de suas obras reunidas na mostra. “Toda foto que nós tiramos tem muito do nosso sentimento, do que nós achamos importante para expressar ao mundo. Por isso, procuro compartilhar com todos o que é precioso para mim”, afirmou Tatiana, cujas fotos foram tiradas em ambientes diversos, como Rio de Janeiro, São Paulo, EUA e França.
“Acredito que todas as iniciativas de vernissage e de exposições fotográficas são muito importantes, pois incentivam as pessoas a criarem espaços para manifestar seu potencial artístico, seja ele qual for. É muito importante incentivar as pessoas a fotografarem mais, pintarem mais, criarem mais e compartilharem mais essas experiências”, afirmou Tatiana.
As fotos ficarão expostas até a primeira semana de dezembro. A entrada é franca e aberta ao público de quarta a domingo, das 13h às 21h. O Shopping Estação Itaipava fica na Estrada União e Indústria, 11000, em Itaipava, Petrópolis – RJ. Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (24) 2222-6266, pelo site: www.estacaoitaipava.com.br ou pelo Facebook:http://fb.com/estacaoitaipava.