“Apaixonada pelas palavras, gosto da forma e da força, do som e do sentido de cada uma delas. Às vezes os poemas surgem da necessidade de expressar sentimentos, sensações ou mesmo de compartilhar o cotidiano. Em outros momentos, eles chegam quase como uma brincadeira – as palavras insistem em me pedir que lhes dêem vida e assim, como a coreógrafa que um dia fui, vou montando desenhos no ar que acabam por tomar vida. Muitas vezes, ainda, as palavras me dominam e tomam à frente, levando- me a reboque numa vertiginosa viagem. Assim foi com A Ordem do Caos.

Nasci rodeada por poesia – meu pai, Fernando Magno, professor de Química até meus 7 anos, acabou, a partir daí, enveredando pelos caminhos da poesia e as reuniões literárias eram constantes em nossa casa. Cecília, Pessoa, Neruda e Bandeira eram presenças constantes em nossos saraus. Isso, sem falar da troca de correspondência e de telefonemas de meu pai com Carlos Drummond de Andrade. Cada cartão que chegava, cada telefonema, transformava nosso dia em festa. Era Natal o ano inteiro, como citou o Poeta em um de seus cartões. A poesia me renova e me consola; convida-me à vida.”
Christiane Michelin

SOBRE A AUTORA
Formada em Letras pela Universidade Católica de Petrópolis, Christiane Michelin cursou, também, jornalismo na Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro. É membro da Academia Brasileira de Poesia e da Academia Petropolitana de Letras. É autora de O Abecedário do Viajante, O Abecedário do Casal, O Abecedário de Pais e Filhos, Os Sete Pecados Revisitados, Convite de casamento – um romance gourmet, Convergência, no qual assina as poesias e Fernando Magno, a prosa, Guia de Gastronomia, Hospedagem e Lazer de Petrópolis, Itaipava e Arredores de Petrópolis, Itaipava e Arredores e Guia de Gastronomia, Hospedagem e Lazer de Teresópolis, Nova Friburgo e Arredores.
Assina semanalmente colunas no Jornal de Petrópolis e no Diário de Petrópolis, uma delas, sobre a Academia Brasileira de Poesia. Foi professora de inglês por mais de 20 anos e professora de sapateado. Dirigiu e coreografou para o Grupo de Sapateado Michelin por mais de 15 anos. Criou, dirigiu e lecionou, por 5 anos o Espaço de Arte e Cultura C Michelin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.