A Exposição “Olhar MacroMicro”, que está aberta à visitação no Centro Cultural Fase/ FMP – Casa Hercílio Esteves apresenta as mais recentes obras em aquarela e nanquim sobre papel de Oscar Garcia da Rosa, "composições que captamos em um único olhar - e que, ao mesmo tempo, são cheias de detalhes, pequenas figuras que observamos aos poucos" além das novas obras algumas telas e particularidades na exposição apresentam um pouco da trajetória do artista plástico. A olho nu, numa primeira leitura, aparecem animais, bichos, pássaros, caramujos, capivaras, plantas, flores...
–Minha linguagem é uma mescla de diversas imagens, algumas orgânicas, outras figurativas ou surreais, que convidam o espectador a uma viagem pelo tempo e espaço, com a intenção de criar uma singular cosmogonia através da quebra da perspectiva –, diz o artista.
Em seu trabalho estão presentes os desenhos animados dos anos sessenta do Yellow Submarine dos Beatles; o mundo do gibi, os petroglifos, a cultura dos maoris, suas tatuagens ancestrais. A geometria da arte pré-colombiana dos Maias e Astecas. A estética futurista do Cirque de Soleil, as delirantes fantasias do carnaval. E o bom humor em todos os sentidos. Os inovadores da arte moderna: Miró, Kandinsky e Paul Klee. O construtivismo do uruguaio Joaquim Torres Garcia. O surrealismo do brasileiro Darcilio Lima. As gravuras da literatura de cordel. A música do Coltrane, o folclore latino-americano, a música brasileira, e os matizes da terra onde ele nasceu: no Uruguai.
A mostra, que tem produção de Partes Design poderá ser apreciada até o dia 28 de fevereiro com entrada franca.

Sobre o artista
Nasceu em Artigas, Uruguai em 1954. Estudou Pintura, Desenho e Artes Gráficas no Brasil com os artistas Katie Van Sherpemberg, Luiz Aquila, Israel Pedrosa e Ana Maria Maiolino. Realizou cursos livres na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro. Em 1982, forma o “GRUPO EXPERIMENTAL NEART”, com artistas brasileiros e argentinos, na cidade de Petrópolis (Rio de Janeiro), realizando diversas exposições coletivas. Depois de formado, em 1983, fixou residência na Venezuela, onde continuou desenvolvendo seu trabalho artístico e realizando diversas exposições. Atualmente encontra-se no Brasil, onde desenvolve exposições, oficinas, palestras e trabalhos de Responsabilidade Social, na área de Artes Plásticas. Como parte da sua proposta visual, Oscar Garcia Da Rosa incorpora seu imaginário em objetos diversos e utilitários como camisetas, entre outros. Desenhou as capas de produções discográficas de distinguidos artistas da música brasileira entre eles o instrumentista Carlos Malta & Pife Muderno e mais recentemente num Tributo ao destacado percussionista Ramiro Musotto.

Serviço
Olhar MacroMicro” – exposição de Oscar Garcia da Rosa
Local: Centro Cultural Fase/ FMP
(Rua Barão do Rio Branco nº 1003)
Visitação: 2ª a 6ª feira, das 9h às 21h, aos sábados das 9h às 18h.
Entrada: franca



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.